"Há tantos anos me perdi de vista que hesito em procurar me encontrar. Estou com medo de começar. Existir me dá às vezes tal taquicardia. Eu tenho tanto medo de ser eu. Sou tão perigoso. Me deram um nome e me alienaram de mim." - Clarice Lispector.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"Já não sei dizer se ainda sei sentir..."

¹"Me sinto tão só, e dizem que a solidão até que me cai bem..."

Começo a conhecer-me. Não existo. (Álvaro de Campos)

Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
ou metade desse intervalo, porque também há vida...
Sou isso, enfim...
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.

~~

Quando olho para mim não me percebo.
Tenho tanto a mania de sentir
Que me extravio às vezes ao sair
Das próprias sensações que eu recebo.

O ar que respiro, este licor que bebo,
Pertencem ao meu modo de existir,
E eu nunca sei como hei de concluir
As sensações que a meu pesar concebo.

Nem nunca, propriamente reparei,
Se na verdade sinto o que sinto. Eu
Serei tal qual pareço em mim? Serei

Tal qual me julgo verdadeiramente?
Mesmo ante as sensações sou um pouco ateu,
Nem sei bem se sou eu quem em mim sente.

(Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa).

~~

Eu preciso voltar a sentir. A ver na natureza poesia. A ver nas pessoas as coisas boas, não só as más. Essa minha critica excessiva e atino por objetividade e verdade estão me tornando insensível e alguém totalmente voltado para o pensamento tecnicista, positivista e científico - o que eu combato e refuto ferozmente. Mal vivi e já digo que estou morrendo. Nunca vivi um amor e digo que ele não existe baseando-me nas Ciências (nas Ciências, meu Deus, nas Ciências!...).
Preciso reaprender a amar. Reaprender a ver a todos como seres humanos, e não meramente animais racionais que estão vivos para reproduzir-se somente.
Eu preciso reaprender que a vida vale a pena, que os sentimentos são reais, que o amor existe... Mas é tão difícil se acreditar em algo que você nunca vivenciou... É tão difícil se sentir numa ilha em sua própria casa. É tão difícil você tentar mostrar seus sentimentos.
E é cada vez mais difícil não chorar.
~*~
Música:
¹"Maurício" - Legião Urbana

1 comentários:

Andre disse...

mariana !!!!!!

acorda minha filhaaa
qtos adoram vc qtas pessoas se tacariam da ponte por vc nao gostei do texto acheii mtoo pra baixo nao combina com a pessoa maravilhosa q é vc
e por qrer ve-la somente feliz vai uma frase q ja me ajudou mto em momentos como os q acho ( a partir do que li ) q vc esta vivendo

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, TODOS PODEM começar agora e fazer um novo fim" Chico Xavier

td de bom pra vc minina pq vc merecee viuu

© 2011 Sempre no coração, haja o que houver..., AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena